terça-feira, 31 de dezembro de 2013

PM registra caso de farra do boi em Florianópolis nesta terça-feira

31/12/2013

Um animal foi apreendido bastante machucado por volta das 3h30.
Ele foi colocado em um estacionamento da UFSC e aguarda destino.
Do G1 SC

A Polícia Militar de Florianópolis atendeu a um caso de farra do boi, na madrugada desta terça-feira (31). Um animal foi apreendido bastante machucado, por volta das 3h30, nas proximidades da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
De acordo com a PM, o boi estava solto no meio da Rua João Pio Duarte Silva, no bairro Córrego Grande. Ele apresentava diversos ferimentos e colocava em risco os motoristas que trafegavam pelo local.
O animal foi laçado e colocado dentro do estacionamento da UFSC, segundo a PM. Até as 7h30 desta terça-feira, ainda não havia confirmação do local para onde o animal seria levado.
fonte:
http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2013/12/pm-registra-caso-de-farra-do-boi-em-florianopolis-nesta-terca-feira.htm

México cobrará taxa de 16% na venda de ração para pets

31 de dezembro de 2013

Órgãos de defesa dos animais avaliam que o novo imposto pode acarretar em mais gatos e cachorros nas ruas, além de desestimular a adoção

por Agência Estado

O México decidiu cobrar uma taxa de 16% sobre as vendas de ração processada para animais de estimação. O imposto sobre o produto, declarado "item de luxo", começará a valer na próxima quarta-feira (1º). O objetivo do governo é aumentar e diversificar as receitas do país, que hoje provêm em grande parte da comercialização de petróleo.

O mercado de ração processada para pets movimenta US$ 2,2 bilhões por ano no México, o décimo maior produtor mundial desse tipo de alimento, de acordo com levantamento do Euromonitor International. Gigantes como a Mars Inc. e a Nestlé dominam o segmento no país e já temem que a nova taxa afete as vendas.

Conforme associações mexicanas, são 14 milhões de cachorros e gatos morando em lares do país e 13 milhões vivendo nas ruas. Ainda segundo as associações, metade dos donos de pets mexicanos alimentam seus animais com ração. A outra metade utiliza restos de alimentos, como ovos e tortillas, livres de impostos.

Órgãos de defesa dos animais avaliam que o novo imposto pode acarretar em mais gatos e cachorros nas ruas, além de desestimular a adoção.
fonte:
http://www.diariodolitoral.com.br/conteudo/25181-mexico-cobrara-taxa-de-16-na-venda-de-racao-para-pets

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Macau: Centenas marcham pelos animais

Centenas marcham pelos animais
DEZEMBRO 30, 2013
1ACerca de 800 pessoas participaram ontem no quinto protesto da Associação de Protecção dos Animais Abandonados de Macau, com a lei de protecção dos animais como mote. Os manifestantes insistem na criminalização dos abusos e maus tratos.

Iris Lei

A Praça do Tap Seac recebeu ontem dezenas de cães e gatos que acompanharam cerca de oito centenas de manifestantes vestidos de cor-de-laranja. Os protestantes pediram um calendário para a lei de protecção dos animais e a criminalização dos maus tratos – a proposta do Governo inclui apenas multas, que podem chegar até às 100 mil patacas.

A marcha, organizada pela Associação de Protecção dos Animais Abandonados de Macau (APAAM), começou na Praça do Tap Seac e terminou na sede do Governo, onde o grupo apresentou uma petição com 6400 assinaturas.

Esta é já a quinta vez que a associação organiza protestos para exigir a entrada em vigor de uma lei de protecção dos animais. Apesar do encontro com o presidente em funções do Instituto para os Assuntos Cívicos Municipais (IACM), Alex Vong, no mês passado, o co-fundador da AAPAM, Yoko Choi, diz-se “desapontado” com as autoridades, por não terem dado uma resposta “concreta” à questão da data de apresentação da proposta de lei. Ao Jornal do Cidadão, Choi manifestou também vontade de que o diploma fosse sujeito a consulta pública antes de ser apresentado ao Conselho Executivo.

Presente na marcha esteve Ng Kuok Cheong. O deputado acredita que o atraso no diploma se deve ao facto do IACM “recear uma fraca implementação da lei” e também devido às mudanças da direcção da estrutura – Alex Vong veio substituir, em Junho, o presidente Raymond Tam.

Durante a marcha os manifestantes entoaram palavras de ordem, como “Passados seis anos de espera, quando é que a lei contra os maus tratos dos animais vai ser implementada?”, “Respeitar a vida, estabelecer uma lei de protecção dos animais” e “Uma sociedade harmoniosa não tolera matanças”. Além de participantes de Macau, a manifestação contou com presenças de Singapura, Malásia e Hong Kong.

Entre os protestantes estava o mexicano Ricardo Iniguez. Foi a primeira vez que o morador de Zhuhai veio a Macau. “Gostava de contribuir para a criação de uma lei para proteger os animais, de modo a garantir que estas adoráveis criaturas são tratadas da forma que merecem”, comentou Iniguez.

Apesar de viver na China, onde existe o hábito de comer animais domésticos, Iniguez não se acostumou à ideia. “Seria como comer a minha filha”, afirmou. O mexicano adoptava animais abandonados com frequência mas foi obrigado a deixá-los com organizações locais quando partiu para a China.

Bonnie Iu, outra das participantes, considera que as penalizações por maus tratos a animais são “demasiado leves” em comparação com Hong Kong e outras cidades vizinhas. A residente de Macau acolhe 90 cães que até então estavam abandonados. Iu acusa o Governo de “atrasar” a legislação por “tantos anos” e defende que o diploma passe por uma consulta pública. Participou em todas as manifestações organizadas pela APAAM e salienta a importância de se agravar as penalizações. “[Aplicar multas] significa que os ricos podem maltratar os animais mas os pobres não podem”, criticou.

Na marcha estava também Peggy Leong, que concorda com Iu: as multas têm um “poder dissuasor insuficiente”. Os agressores devem ser obrigados a um determinado número de horas de serviço social, sugere. A situação é grave, frisa a veterinária, que relata casos de animais atados por cordas ou com membros cortados que chegam ao consultório uma a duas vezes por semana.

Pereira Coutinho leva protecção dos animais à Assembleia

O projecto de lei que confere protecção jurídica aos animais vai ser uma das próximas iniciativas a ser apresentada à Assembleia Legislativa, disse ontem ao PONTO FINAL José Pereira Coutinho. O deputado e presidente da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM) referiu que a protecção dos animais é “uma das principais tarefas que o Governo e os deputados devem assumir” nesta legislatura. Pereira Coutinho havia já apresentado um projecto de lei que previa penas de prisão até três anos para quem exercesse violência injustificada e crueldade contra animais. O projecto de lei apresentada em Abril deste ano foi, todavia, rejeitada pela Assembleia Legislativa. Na altura, nove deputados votaram contra, nove abstiveram-se e apenas quatro votaram a favor. C.A.

http://pontofinalmacau.wordpress.com/2013/12/30/centenas-marcham-pelos-animais/

Medo de invasão de ativistas faz zoo fechar as portas em Taboão

30/12/2013
Cerca de 40 manifestantes se concentram em frente ao zoológico.
Grupo alega que animais sofrem maus-tratos; Prefeitura nega.
Paulo Toledo Piza
Do G1 São Paulo

Zoológico em Taboão da Serra fecha as portas com medo de ativistas (Foto: Paulo Toledo Piza/G1)

O medo de uma invasão semelhante à ocorrida no instituto Royal, em outubro, fez com que um zoológico em Taboão da Serra, Grande São Paulo, amanhecesse de portas fechadas nesta segunda-feira (30). Além dos seguranças do próprio parque, havia equipes da Guarda Municipal de Taboão dentro e fora do local.
Por volta das 10h40, cerca de 40 ativistas da causa animal se reuniam contra supostos maus-tratos sofridos por animais no Parque das Hortências, onde fica o zoológico. Responsável pelo lugar, a Prefeitura de Taboão nega as acusações.
Segundo funcionários do parque, a manifestação marcada pelas redes sociais motivou o fechamento nesta segunda. "Queremos lacrar esse parque e resgatar os animais para levar para um local decente", disse uma ativista, sem se identificar.

leia mais

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

(vídeo) Veterinário detido em Apucarana volta a ser ouvido pela Polícia Civil

Publicado em 27 de Dezembro de 2013
Veterinário detido em Apucarana volta a ser ouvido pela Polícia Civil
Ele é proprietário do pet shop situado na Barra Funda e quando foi preso já era investigado por denúncias de maus tratos contra animais
TNOnline
Da Redação

A Polícia Civil de Apucarana voltou a ouvir hoje (27) à tarde o veterinário Henrique Aurélio Maronez, 32 anos, preso no último dia 16 sob a acusação de prática irregular de cirurgias e exposição de ração e medicamentos vencidos e maus tratos a animais. Ele é proprietário do pet shop Central dos Bichos, situado na Avenida Curitiba, Barra Funda, e quando foi preso já era investigado por denúncias de maus tratos contra animais. Um vídeo com imagens do profissional supostamente agredindo um cachorro foi amplamente divulgado nas redes sociais. Henrique foi indiciado formalmente hoje pela Polícia Civil.

Por decisão judicial, o veterinário foi colocado em liberdade um dia após a prisão. No pet shop a polícia apreendeu computador e hoje o delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP), José Aparecido Jacovós, informou que há mais vídeos  (1.080 horas em 11 dias de gravação) com imagens de supostos maus tratos a animais, envolvendo ainda três funcionários do pet shop. A área de banho e tosa do pet shop foi interditada. "Em oito minutos de vídeos identificamos mais 10 casos de maus tratos. Extraímos cópias dos vídeos e encaminhamos ao Conselho de Veterinária para que sejam tomadas as medidas que entidade julgar necessária", afirmou o delegado Jacovós.

Leia mais e veja o vídeo aqui

Projeto de lei proíbe rodeios e perseguições a animais e prevê multa de R$ 30 mil a responsáveis

MUNDO  POLÊMICA  
Projeto de lei proíbe rodeios e perseguições a animais e prevê multa de R$ 30 mil a responsáveis
 Publicado Sexta-Feira, 27 de Dezembro de 2013, | OLHAR DIRETO


Projeto de lei proíbe rodeios e perseguições a animais e prevê multa de R$ 30 mil a responsáveis

 Está em tramitação na Câmara Federal um projeto de lei (PL 2086/2011) que pretende proibir perseguições seguidas de laçadas e derrubadas de animal. A proposta é de autoria do deputado federal Ricardo Trípoli (PSDB-SP) e se analisada pelos membros da Comissão de Agricultura da Câmara.


Se aprovado, o projeto prejuízos ao segmento dos rodeios, que arrecada milhões a cada ano, atraindo investimentos milionários de grandes empresas. O projeto também tem provocado preocupação do setor, que projeta sérios prejuízos para a cultura e a economia regional com o fim dos rodeios.


Segundo o texto, considera-se infrator o responsável da licença, ou alvará, que autorizou a realização do evento em que foram executadas as práticas contra os animais, bem como a autoridade, agente ou servidor que concedeu alvará ou licença para a realização do evento. A multa poderá chegar a R$ 30 mil. Em caso de reincidência, o valor dobrará.


Em sua justificativa, Trípoli cita o caso do bezerro que foi sacrificado após ficar paralítico durante uma prova na arena da 56º Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, no interior de São Paulo.


Segundo reportagem do jornal Diário do Grande ABC, o peão Cesar Brosco foi o responsável pelo acidente com o animal provocado por uma manobra ilegal e acabou sendo suspenso por seis meses pela Associação Nacional de Bulldog (ANB).


O projeto de lei recebeu a colaboração da União Internacional Protetora dos Animais (Uipa, entidade centenária afiliada à WSPA-Brasil). A Uipa já encabeçou importantes processos judiciais e representações no Ministério Público da União e do Estado de São Paulo contra os maus tratos aos animais.
fonte:
http://www.cenariomt.com.br/noticia.asp?cod=335192&codDep=1

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Polícia resgata animais que sofriam maus tratos em Veríssimo

TRIÂNGULO MINEIRO
Após denúncia de vizinhos, dez animais foram retirados de casa abandonada; outros dois bichos foram encontrados mortos
PUBLICADO EM 26/12/13
DA REDAÇÃO
Dez animais que sofriam maus tratos foram resgatados de uma casa pela Polícia do Meio Ambiente de Uberaba na manhã desta quinta-feira (26), em Veríssimo, no Triângulo Mineiro. Outros dois bichos foram encontrados mortos.

Os moradores do Conjunto Ana Cláudia reclamaram do mau cheiro e acionaram a polícia, que ao chegar no local, se deparou com o péssimo estado em que os animais se encontravam. Não havia água nem comida para eles.


leia mais

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Animais abandonados em Macapá ganham ração no 'Natal sem fome'

Por  G1 | Para: CBN Foz

Campanha 'Barriguinha Cheia' quer garantir alimentos a animais abandonados (Foto: Abinoan Santiago/G1)

Para garantir um 'Natal sem fome' para cães e gatos abandonados em Macapá, a ONG Força Animal criou a campanha ‘Barriguinha Cheia’ para alimentar os animais durante o mês de dezembro. O projeto vai ajudar pessoas que criam os bichos, mas não têm condições financeiras de sustentá-los, conforme ressaltou o presidente da organização Romero Alencar.


ONG já promoveu cerca de 300 adoções
(Foto: Abinoan Santiago/G1)

“Existem casos em que 10 quilos de ração não duram seis dias, por causa do grande número de animais que encontramos largados nas ruas de forma hostil. Há pessoas que precisam de ajuda não só para a alimentação, mas também para dar banho e cuidar da saúde dos seus animais de estimação”, destacou Romero, acrescentado que a entidade iniciou os trabalhos em maio de 2013 e já conseguiu a adoção de aproximadamente 300 animais.


leia mais

sábado, 21 de dezembro de 2013

(Novo Hamburgo) Protesto contra violência com animais ocorreu neste sábado

Protesto contra violência com animais ocorreu neste sábado
Manifestantes compareceram ao local onde um cão morreu após levar um chute

Novo Hamburgo - O meio-dia deste sábado foi marcado por um protesto pacífico contra a violência com animais no bairro Vila Nova. Mais de 200 manifestantes, alguns deles com seus bichinhos, compareceram ao local onde um cão morreu após ser expulso de um restaurante e levar um chute nesta semana. Eles levaram balões e faixas ao local. Em uma delas, uma resposta às palavras do agressor: "Não é somente um cão."

Para o integrante da Organização pela Dignidade dos Animais Abandonados - Ondaa e organizador do ato, Leandro Mello, "a iniciativa quis mostrar que os animais tem voz aqui e que Novo Hamburgo não aguenta mais a violência contra eles."

Até mesmo quem não esteve diretamente no evento demonstrou apoio. Mensagens de diversas partes do País, e até dos Estados Unidos, chegaram à Organização, demonstrando indignação ao fato. Quem passou pelo local de carro, também buzinava e acenava.

A Brigada Militar e a Guarda Municipal fizeram a orientação do trânsito e a segurança do protesto. O estabelecimento estava com as portas fechadas no momento do ato.

fonte:

http://www.diariodecanoas.com.br/_conteudo/2013/12/noticias/regiao/1954-protesto-contra-violencia-com-animais-ocorreu-neste-sabado.html

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

(Senado) Valdir Raupp quer o fim das pesquisas com animais na produção de cosméticos

Valdir Raupp quer o fim das pesquisas com animais na produção de cosméticos

Redação.. - 20 de dezembro de 2013
BRASÍLIA (Agência Senado)  - O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) defendeu o fim do uso de animais em testes de produtos cosméticos, de higiene e de limpeza.

Raupp apresentou, este ano, projeto proibindo esses testes, que já estão suspensos em vários países. A União Européia, por exemplo, desde 2003 não usa animais em testes de cosméticos, disse o senador.

Valdir Raupp informou que algumas empresas brasileiras, como a Natura, já suspenderam os testes com animais e que pesquisa do Ibope, feita este ano, revelou que dois terços dos brasileiros são contra o uso de animais em pesquisas sobre toxidade de cosméticos.

- A proibição do uso de animais para testes de produtos cosméticos em nossa legislação será um avanço considerável sem prejuízo da atividade, pois já existem técnicas capazes de substituir animais anteriormente necessários ao desenvolvimento das pesquisas - argumentou.

http://www.oreporter.com/Valdir-Raupp-quer-o-fim-das-pesquisas-com-animais-na-producao-de-cosmeticos,11315398970.htm

Atibaia (SP) Projeto de Lei que proíbe práticas experimentais em animais vivos, está em trâmite na Câmara

Os vereadores Paulo Catta Preta, Ubiratan Fernandes de Oliveira, Paulo Fernando Lara Pereira de Araújo, Jorge de Jesus Silva e Daniel da Rocha Martini apresentaram no último dia 9, o Projeto de Lei nº 147 que proíbe práticas experimentais em animais vivos em Atibaia.

Apesar de previsto em Leis Federais (Lei nº 11.794/08 e Lei nº 9.605/98) a sucinta proteção aos animais quando utilizados em experimentos, leis devem ser editadas a fim de que sejam preservados os direitos animais, proclamados em assembléia da UNESCO, em Bruxelas, no dia 27 de janeiro de 1978, onde as experiências científicas com animais são caracterizadas como algo que implica sofrimento físico, sendo incompatível com os direitos do animal.

Caso a lei seja aprovada, fica proibido no município  a prática de qualquer tipo de experiência com animais vivos, ou vivissecção.

fonte:

http://www.atibaia.com.br/noticias/noticia.asp?numero=30284

(PI) Zoonoses rebate Teresa Britto sobre morte de jumentos

20/12/13
Zoonoses rebate Teresa Britto sobre morte de jumentos
A gerente do Centro de Zoonoses, Auriana Bezerra, rebateu hoje (20) as duras críticas feitas pela vereadora Teresa Britto (PV) na sessão de ontem na Câmara Municipal de Teresina. A vereadora responsabilizou a prefeitura e o centro pela morte de animais que estavam no setor de Correição.

Em entrevista ao Jornal do Piauí, Auriana esclareceu que os jumentos haviam sido recolhidos numa cooperativa de produção de açúcar na cidade, após uma ligação informando que eles estavam debilitados fisicamente. "Eles vieram deitados no caminhão. Fomos buscar porque a pessoa que ligou disse que ia soltar os animais e pegamos eles para evitar que acabassem provocando acidentes nas estradas", disse.

Ainda de acordo com Auriana, somente garantir alimentação não recuperaria os animais. "Eles já chegaram aqui num estado nutricional muito debilitado. Tinha capim e feno", comentou.

leia mais

Primeiro hospital veterinário público será inaugurado em julho, diz GDF

Sexta, 20 Dezembro 2013

Primeiro hospital veterinário público será inaugurado em julho, diz GDF
Por  G1 | Para: CBN FozComente agora

Crianças levam cachorro para receber vacina contra raiva no
DF (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / ABr)

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos anunciou nesta semana a construção do primeiro hospital veterinário do Distrito Federal, que será construído na área do Parque Lago do Cortado, em Taguatinga. As obras estão previstas para começar em fevereiro e a unidade deve ficar pronta em julho. O custo estimado da obra é de R$ 2,5 milhões.

Segundo a pasta, o hospital será gratuito para cães e gatos que pertençam prioritariamente a pessoas cadastradas em programas do governo do Distrito Federal, organizações não governamentais de proteção animal e abrigos. Qualquer pessoa, no entanto, pode levar o bicho para ser atendido no local. A estimativa é que entre 80 a 100 consultas e procedimentos sejam realizados por dia.


leia mais aqui

26 animais aguardam adoção no CCZ de Castilho

SILVIA HELENA

Sexta-Feira - 20/12/2013 -


  O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Castilho tem 26 animais entre cães e gatos saudáveis, disponíveis para adoção. De acordo com o veterinário responsável pelo atendimento, Everton Gasparelli, são 18 cães - a maioria filhotes - e 8 gatos, todos sem raça definida.

  Ele afirmou que o processo para obter um animal é simples e sem custo. "Basta o interessado comparecer ao canil, fazer a escolha e pegar os dados do animal. A guia de liberação é emitida no Departamento de Saúde", explicou. Durante o processo, os responsáveis pela adoção também são orientados sobre os principais cuidados com os animais no novo lar. Quem tiver interesse em adotar, deve entrar em contato com o CCZ pelo telefone (18) 3741-9618.


fonte:
http://www.folhadaregiao.com.br/Materia.php?id=322769

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Teresina: Animais recolhidos pelo Zoonoses não têm tratamento adequado

Denúncia foi feita pela Vereadora Teresa Britto (PV)

19/12/2013

 
Izabella Pimentel ( izabellap.torres@hotmail.com )
A vereadora Teresa Britto (PV) denunciou hoje (19), na Câmara Municipal, a morte de animais recolhidos das ruas e abrigados no setor de Correição do Centro de Zoonoses. Em visita ao local, na Zona Norte de Teresina, a parlamentar constatou que jumentos estão morrendo por maus tratos, fome e sede.


Vereadora postou fotos dos animais no Facebook

Oriana Bezerra, gerente do Centro de Zoonoses, reconhece que a estrutura do local é deficiente, mas rebate as informações reveladas por Teresa Britto. “Não é verdade. A pessoas denunciam e nós recolhemos os animais de grande porte para evitar que eles provoquem acidentes no trânsito. O que acontece, é que muito destes, já estão debilitados quando são levados ao Centro e nós não temos um abrigo adequado para animais de produção ”, explica.


leia mais

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Em rede social, moradores de Novo Hamburgo combinam manifestação contra morte de cachorro

Em rede social, moradores de Novo Hamburgo combinam manifestação contra morte de cachorro
Ato previsto para sábado em frente ao restaurante onde cachorro teria levado chute de funcionário


Ato está sendo combinado pelo Facebook
Foto: Reprodução Facebook / Reprodução
A morte de um cachorro gerou indignação e motivou um protesto que está previsto para sábado, às 11h30min, em frente ao Restaurante Palestrina, no bairro Vila Nova, em Novo Hamburgo. O movimento, que está sendo organizado pelas redes sociais por Leandro Mello, presidente da ONG Organização pela Dignidade dos Animais Abandonados (Ondaa), já conta com mais de 4 mil pessoas confirmadas no ato em defesa do animal.

Mello explica que ficou sabendo do caso depois que o dono do cão publicou no Facebook o que teria acontecido - o cachorro da raça Terrier Brasileiro, Snoopy, teria morrido após receber um chute de um funcionário do restaurante, na segunda-feira.

leia mais

Mulher tenta afogar 'cadela' em uma praia; Animal foi salvo pelo Corpo de Bombeiros

Mulher tenta afogar 'cadela' em uma praia; Animal foi salvo pelo Corpo de Bombeiros; Confira

Mulher tenta afogar 'cadela' em uma praia; Animal foi salvo pelo Corpo de Bombeiros; Confira
Um bombeiro resgatou uma cachorra de afogamento na Praia do Leblon, na Zona Sul do Rio, nesta terça-feira (17).

Segundo as pessoas que passavam pela orla, a própria dona do animal tentou afogá-lo.

“Uma moça tentou afogar o cachorro e ela era dona do cachorro”, contou a estilista Manoela Pacheco.

“O bombeiro, eu acho, que avistou e conseguiu salvar, só isso que eu vi”, disse um rapaz que também estava na praia.

Como mostrou o Bom Dia Rio, fotos flagraram a mulher com a cachorra. De acordo com testemunhas, ela é a dona do bichinho e estava sem roupas. Assim que o animal se recuperou, ele foi levado de volta para casa.

“A gente queria levá-la no veterinário. Pelo o que eu entendi, ela falou que levaria um veterinário em casa, na casa dela. Só que a cachorra ia ficar na casa de uma pessoa que tentou afogar ela? É muito estranho”, questionou a estilista Manoela Pacheco.

@folhadosertao

http://www.folhadosertao.com.br/portal/noticia.php?page=noticiaCompleta&id_noticia=20417

Novo Hamburgo: Morte de cão cego em restaurante revolta clientes que prometem protesto

Foto em questão gerou repercussão nas redes sociais, que fez com que usuários organizassem protesto em frente ao local. Até o momento da publicação desta matéria, evento já contava com 3.525 presenças confirmadas.

Da Redação (redacao@novohamburgo.org) (Siga no Twitter)

Por volta de meio dia desta terça, dia 17, no restaurante Palestrina, no bairro Vila Nova, clientes chegaram no local na companhia de dois cachorros.

Um deles obedeceu ao pedido do dono e ficou do lado de fora do estabelecimento. O outro, parcialmente cego e idoso, acabou entrando atrás de seu tutor.

Ao avistar o cachorro dentro do restaurante e sem saber que se tratava do pet de um dos clientes que almoçava no lugar, um garçom chutou o animal e o empurrou para fora. O cão, que também tinha problemas cardíacos, caiu na calçada e acabou morrendo.

A violência contra o bicho revoltou clientes que estavam almoçando. Muitos tentaram bater no agressor do animal. Um deles fotografou o animal na porta do restaurante.

Segundo o delegado da 1ª Delegacia de Polícia de Novo Hamburgo, Nauro Osório Marques, o acusado irá responder por crueldade contra os animais.

No facebook, a imagem do cão morto na porta do restaurante foi compartilhada centenas de vezes. Com grande revolta, internautas comentam o caso e pedem a punição do garçom, além do fechamento do restaurante.

A foto em questão gerou repercussão nas redes sociais, o que fez com que os usuários organizassem um protesto em frente ao local. Até o momento da publicação desta matéria, o evento já contava com 3.525 presenças confirmadas.
fonte:
http://novohamburgo.org/site/noticias/novo-hamburgo/2013/12/18/morte-de-cao-cego-em-restaurante-revolta-clientes-que-prometem-protesto/

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

VITÓRIA PARA A CAUSA ANIMAL EM CAMPINAS


Câmara aprova projeto de lei de reestruturação da SVDS

17/12/2013 -



A Câmara de Campinas aprovou em sessão extraordinária, na manhã desta terça-feira, 17 de dezembro, o Projeto de Lei Complementar do Executivo que reestrutura a Secretaria do Verde e do Desenvolvimento Sustentável (SVDS).

Com a reestruturação, além de coordenadorias específicas, a Pasta passa a contar com três departamentos: de Licenciamento Ambiental; do Verde e do Desenvolvimento Sustentável; e de Proteção e Bem-Estar Animal.

Na opinião do secretário municipal Rogério Menezes, com a lei aprovada, Campinas passa a contar com um órgão gestor municipal moderno e capaz de desenvolver políticas públicas ambientais de acordo com a extensão, complexidade e particularidades do município.

“A lei coloca Campinas no século XXI em gestão ambiental, supera-se o meio ambiente como uma política setorial e abre caminho para a atuação transversal da pasta, orientada e estimulada pelo prefeito Jonas Donizette, com diversas interfaces e participando do planejamento global do desenvolvimento sustentável da cidade”, avalia o secretário.

O texto aprovado pelos vereadores atende a uma demanda antiga da sociedade com a criação do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal.

O setor será responsável por elaborar uma política municipal de bem-estar animal com a realização no médio prazo de atendimento médico veterinário de animais doados, castração de animais a serem adotados, atendimentos aos animais vítimas de ações nocivas protagonizadas pelo homem, doação de animais domésticos e recolhimento dos animais vítimas de maus tratos, entre outros.


fonte: http://www.campinas.sp.gov.br/noticias-integra.php?id=21597

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

(vídeo) Rede francesa traficava carne de cavalos usados na indústria farmacêutica

Vinte e uma pessoas foram notificadas esta segunda-feira no sul de França, no quadro de uma vasta operação policial que investiga o tráfico de carne de cavalos. Os animais terão sido revendidos para consumo, depois de utilizados na indústria farmacêutica para fabricar soro que servia à produção de medicamentos.

Cerca de 200 cavalos foram parar à mesa dos consumidores, graças à falsificação de documentos veterinários.
Os animais haviam sido utilizados pela farmacêutica Sanofi para a obtenção de soros equinos usados na produção de anticorpos anti-rábicos, anti-tetânicos e antiveneno. A Sanofi cedeu os animais, entre 2010 e 2012, a um comerciante de cavalos, que por sua vez os vendeu ao negociante suspeito de organizar o tráfico.
O esquema de tráfico estendia-se a Espanha, com abate de animais no matadouro de Gerona.

leia mais e veja o vídeo

sábado, 14 de dezembro de 2013

Cadela que teve focinho arrancado chega ao Recife nesta tarde

Violência »
Cadela que teve focinho arrancado chega ao Recife nesta tarde

Publicação: 13/12/2013
Está previsto para às 15h a chegada em Recife da cadela Nega, vinda da cidade de Afogados da Ingazeira, do Sertão de Pernambuco. O animal será levado diretamente para a Clínica Rogério de Holanda, no bairro da Madalena, onde terá início o tratamento de saúde. Nega foi vítima de um golpe de facão que decepou parte de seu focinho, no último dia 26 de novembro. O caso teve repercussão nas rede sociais e sensibilizou ativistas dos grupos SOS Dentinho e Dog Mídia, do Facebook, que fizeram uma campanha para arrecadar dinheiro para trazê-la à Capital.

O supeito identificado como José Romero da Silva Amorim, de 27 anos, vizinho da casa onde mora a cadela, foi preso e liberado. Ele vai responder a um Termo Circunstanciado de Ocorrência. Nega agora precisa se submeter a exames e possivelmente a uma cirurgia. “Nossa luta agora é arrecadar dinheiro para fazer o tratamento dela em Recife. Nós temos que levá-la para uma clínica particular porque no Hospital Veterinário da UFRPE, que é gratuito, não tem emergência”, declarou Goretti Queiroz, do grupo SOS Dentinho. Ela ainda explicou que está tentando entrar em contato com médicas da UFRPE que fazem a cirurgia de reconstituição. “Tivemos essa informação e estamos procurando essas médicas veterinárias”, acrescentou.

leia mais

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Cadela tem o focinho arrancado por golpes de foice e precisa de ajuda para tratamento

Violência animal »
Cadela tem o focinho arrancado por golpes de foice e precisa de ajuda para tratamento

Publicação: 12/12/2013 09:00

Foto: SOS Dentinho/Divulgação
Mais um caso de violência contra animais e de solidariedade está ganhando destaque nas redes sociais em Pernambuco. Uma cadela teve o focinho arrancado com um fação no município de Afogados da Ingazeira, sertão do estado.

O crime foi praticado por um homem identificado pela polícia como José Romero da Silva Amorim, de 27 anos, preso na tarde do dia 26 de novembro, no Conjunto Residencial Miguel Arraes, após ser denunciado pelos vizinhos. Testemunhas disseram que o agressor golpeou a cadela com um facão na madrugada do dia 24 de novembro. O animal teria avançado no suspeito depois que ele agrediu a chutes um dos seus filhotes.

Uma viatura da Polícia Militar (PM) localizou o animal e constatou parte do focinho decepado, possivelmente por faca ou objeto cortante. Agora, a luta das organizações de defesa dos animais Dog Mídia e SOS Dentinho é para trazer o animal ferido ao Recife para tratamento. Até agora, a cadela não foi atendida por nenhum veterinário.

Como a famílai dona da cadela é humilde, voluntários estão pedindo contribuições para ajudar a custear o tratamento. Doações em dinheiro podem ser depositadas em nome de Genildo de Almeida, na conta 20593-1 da agência 0570-3 do Banco do Brasil, ou 00022908-1 da agência 0651 001 da Caixa Econômica Federal.
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2013/12/12/interna_vidaurbana,479164/cadela-tem-o-focinho-arrancado-por-golpes-de-foice-e-precisa-de-ajuda-para-tratamento.shtml

(MG) Uso de animais em circos pode ser proibido

ALMG
Uso de animais em circos pode ser proibido
Projeto de Lei 4.787/13 está pronto para o Plenário em 1º turno


PUBLICADO EM 12/12/13 - 21h49
DA REDAÇÃO
A Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (FFO) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) deu parecer favorável, em 1º turno, ao Projeto de Lei (PL) 4.787/13, que proíbe, no território mineiro, a apresentação, a manutenção e a utilização de animais selvagens ou domésticos, sejam nativos ou exóticos, em espetáculos circenses ou quaisquer eventos que explorem essas espécies.  A proposição, de autoria do deputado Alencar da Silveira Jr. (PDT), segue agora para apreciação do Plenário em 1º turno.
Segundo o parecer do relator, deputado Fred Costa (PEN), a utilização de animais em apresentações circenses é proibida em diversos países do mundo e em nove Estados brasileiros – Alagoas, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo.
 
No projeto original, a proibição a que se refere o PL 4.787/13 não se aplicaria a eventos sem fins lucrativos, de natureza científica, educacional ou protecional, bem como a rodeios e exposições agropecuárias ou a eventos voltados para a comercialização de animais, desde que os animais estejam mantidos em condições adequadas de bem-estar. Além disso, a proposta prevê a aplicação de multa aos infratores da norma que se pretende instituir.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Grupos se unem para proibir testes de cosméticos em animais

11.12.2013

Grupos se unem para proibir testes de cosméticos em animais. 19382.jpeg
Grupos se Unem para Proibir Testes de Cosméticos em Animais em prol do Dia Internacional dos Direitos Animais

Helder Constantino
           
São Paulo (9 de dezembro de 2013) - À medida que o Dia Internacional dos Direitos Animais se aproxima, no dia 10 de dezembro, os principais grupos de proteção animal do Brasil se unem para conseguir uma proibição nacional de testes em animais para cosméticos. A campanha Liberte-se da Crueldade lançou uma petição no Avaaz e está pedindo o apoio dos brasileiros para o fim da crueldade dos cosméticos.

A Humane Society International (HSI), a ARCA Brasil, a ProAnima e o Fórum Nacional de Proteção e Defesa dos Animais (FNPDA), lançaram a primeira campanha nacional para proibir a experimentação animal cruel de cosméticos esse ano. Mais de 150 membros do Congresso já assinaram a Declaração Liberte-se da Crueldade. O Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) está analisando uma proposta formal da HSI apresentada em Setembro de 2013 pedindo um regulamento para a proibição de todos os testes de cosméticos em animais, e se reunirá no 19 de Fevereiro de 2014. A campanha tem o apoio do legendário Sir Paul McCartney.

Sir Paul McCartney disse: "A verdade nua e crua sobre testes de produtos de beleza em animais é que eles causam  dor e um sofrimento inimaginável. Se todos os cosméticos testados em coelhos ou camundongos tivessem uma foto na embalagem mostrando esses animais com os olhos inchados e a pele inflamada, eu acredito que todos iriam deixar a crueldade na prateleira. Então, vamos defender esses animais indefesos, apoiando a campanha Liberte-se da Crueldade da Humane Society International para acabar com os testes de cosméticos em animais . "

Os testes em animais para cosméticos são proibidos na Europa, Israel e Índia, mas ainda são legais no Brasil, onde o Guia para Avaliação de Segurança de Produtos Cosméticos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) continua a autorizar testes de toxicidade oral, cutânea e ocular dolorosos em coelhos e roedores.

Helder Constantino, gerente da campanha Liberte-se da Crueldade HSI disse: "A verdade sobre muitos de nossos produtos de beleza é que eles já foram testados em animais. Não há nada de bonito em olhos inchados, pele com feridas, lesões nos órgãos internos e morte, mas é o destino chocante dos animais submetidos a testes de cosméticos no Brasil. Sabemos que os consumidores brasileiros querem que esse sofrimento acabe, e o Dia Internacional dos Direitos Animais é a oportunidade perfeita para assinar e compartilhar a nossa petição."

Assine a petição Liberte-se da Crueldade no Avaaz aqui:

http://port.pravda.ru/science/11-12-2013/35813-testes_cosmeticos-0/

“A defesa dos animais tem tido avanços significativos nos Açores”

Quarta, 11 de Dezembro de 2013 em Política

A “defesa dos direitos dos animais tem sido uma luta constante, com avanços significativos nos Açores”, defendeu Marta Couto.

A deputada socialista falava esta terça-feira na Assembleia Legislativa Regional.

Numa postura de consenso para o interesse regional, a parlamentar anunciou o voto favorável do Partido Socialista ao projeto de resolução do Bloco de Esquerda “Promoção do bem-estar animal e controlo das populações de animais errantes”. Para Marta Couto, o “PS demonstra mais uma vez a sua profunda preocupação para com os animais e com os seus direitos”, afirmando que esta é “também uma luta nossa e que subscrevemos com toda a nossa dedicação”.

Marta Couto relembrou a “atitude profundamente humana de centenas de açorianos” que “recentemente deram as mãos num cordão humano nesta luta” que “é de todos e não deve conhecer cores partidárias”.

A parlamentar socialista salientou ainda “os avanços civilizacionais” alcançados pela “proposta do PS aprovada na passada semana, na Assembleia da República” do “regime sancionatório aplicável aos maus-tratos contra animais e o alargamento dos direitos das associações zoófilas”.

Para a deputada socialista, nos Açores “temos dado passos positivos nesta matéria”, reiterando a “preocupação do Grupo Parlamentar do Partido Socialista”, ao “aprovar o presente projeto de resolução de defesa dos direitos dos animais”, de forma a promover uma “mudança de mentalidades”.

O projeto foi aprovado com o voto favorável de toda a bancada parlamentar do Partido Socialista e das representações parlamentares do BE e do PCP. Votaram contra os 17 deputados do PSD e a representação parlamentar do PPM. O CDS/PP absteve-se.
fonte:
http://www.azoresdigital.com/noticias/ver.php?id=18859

Tradicional universidade britânica é acusada de fazer cobaias sofrerem

Terça, 10 de Dezembro de 2013 -
Fonte: Portal Terra
Uma das principais universidades britânicas terá de reformular suas pesquisas depois que uma investigação apontou "sofrimento terrível" de animais usados em seus laboratórios. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, o Imperial College London admitiu, após as denúncias, que há uma margem significativa para melhora e se comprometeu em adotar medidas imediatas. A instituição é uma das líderes mundiais em pesquisa científica.

A denúncia foi feita pela União Britânica pela Abolição da Vivissecção (Buav, na sigla em inglês) a partir de imagens obtidas com câmeras escondidas em que aparecem ratos sendo decapitados com guilhotinas ou tendo seus pescoços quebrados após os experimentos.

leia mais

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Defensores de animais pedem fim aos maus tratos em Dourados

Terça, 10 de Dezembro de 2013 -
Fonte: Dourados Agora

Defensores de animais em Dourados encamparam uma nova luta contra maus tratos de animais. Depois de um abaixo-assinado com quase dez mil assinaturas pedir a construção de um hospital público para animais na cidade, agora os defensores pedem maior atenção do poder público sobre os animais explora-dos em veículos de tração.

Último levantamento realizado no município mostra que há pelo menos 200 deles ‘trabalhando’ na cidade, a maioria para carregar entulhos e dejetos de jardinagem.

.
leia mais

Com cadáveres de animais, ativistas protestam em SP

Ativistas seguram partes de animais como forma de chamar a atenção para a "indústria de exploração dos animais" Foto: George Guimarães / vc repórter

Um protesto organizado por ativistas da ONG Veddas (Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade) chamou a atenção dos pedestres na tarde da última segunda-feira, no centro de São Paulo.

Vestidos de preto, um grupo de manifestantes vegetarianos se posicionou no Viaduto do Chá segurando partes de animais mortos em protesto contra a “indústria da exploração animal”.


leia mais

(Xanxerê) Cadela é brutalmente agredida com golpes de foice

Cadela é brutalmente agredida com golpes de foice
Princesa, como como está sendo chamada, foi submetida a cirurgia de três horas em uma clínica de Xanxerê, onde chegou com quadro de hemorragia
Terra 10 Dezembro de 2013 -

Foto: Divulgação
Cadela recebeu golpes profundos em diversas partes do corpo após perseguir galinhas em Xanxerê (SC)

Uma cadela da raça Boxer foi brutalmente agredida com múltiplos golpes de foice na tarde do último sábado, na cidade de Xanxerê, no interior de Santa Catarina. Acionada, a Polícia Militar interveio e conseguiu evitar que o animal fosse morto pelo homem de 44 anos que o agredia.
As cenas de maus-tratos aconteceram por volta das 16h, em uma propriedade do bairro Pinheirinho. A cadela, no cio, estava solta pela cidade e foi levada ao terreno por uma criança, o sobrinho do agressor. Lá, passou a perseguir algumas galinhas, causando a fúria do dono da casa. A raça Boxer é conhecida por ser extremamente dócil e gostar de interagir com pessoas e outros animais, especialmente aves.
A polícia, então, foi acionada. “Recebemos uma chamada via 190 e imediatamente enviamos uma guarnição que fazia patrulhamento na região; felizmente conseguimos chegar a tempo e levamos a cachorrinha para uma veterinária voluntária, que nos recebeu e cuidou do animal, já bastante debilitado”, explicou o comandante da PM, o capitão Ademir Barcarollo.

leia mais

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Sopa de barbatana de tubarão é banida dos banquetes oficiais na China

SEGUNDA-FEIRA, 09 DEZEMBRO 2013 | JOÃO MIGUEL RIBEIRO
A China proíbe “servir pratos com barbatana de tubarão, ninhos de andorinha e produtos provenientes de animais selvagens nos jantares e receções oficiais”. A decisão “corajosa do Governo chinês” é elogiada pelos defensores dos direitos dos animais.


Alguns dos pratos mais requintados da culinária chinesa foram banidos das refeições oficiais. Iguarias como a sopa de barbatana de tubarão passam a não poder ser servidos nos jantares ou receções oficiais, assim como os cigarros de luxo e as bebidas alcoólicas.


leia mais

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

(ESPANHA) Atou cão a uma pedra para este se afogar no mar

INTERNACIONAL
Atou cão a uma pedra para este se afogar no mar
O crime contra o animal pode valer-lhe onze meses na cadeia

Por: Redacção / EC    |   2013-12-06

A procuradoria espanhola acusou um homem do crime de abuso de animais por ter, alegadamente, amarrado um cão a uma pedra junto ao mar, para que se afogasse quando a maré subisse, revela a Europa Press.

O Ministério Público espanhol decidiu acusar o suspeito de abuso contra animais, uma vez que o cão não tinha qualquer hipótese de fuga e morreu com um sofrimento desnecessário e injustificável.

O crime aconteceu em março numa praia de Ayamonte, Espanha, perto da fronteira com Portugal.

leia mais

Salvador terá ônibus adaptado para castrar cães e gatos gratuitamente

Cidade
Salvador terá ônibus adaptado para castrar cães e gatos gratuitamente
Publicada em 06/12/2013
Um novo procedimento na capital baiana vai fornecer castração gratuita para animais de rua e de donos que não tenham condições de pagar o procedimento.
O ônibus batizado de Castramóvel, equipado com com cinco mesas de cirurgia, climatização e pias para lavatório, contará com uma equipe formada por 12 pessoas e coordenada pelo veterinário Augusto Angelin.  
LEIA MAIS

Mais um canil clandestino é fechado em Curitiba

06/12/13   |  Redação Bem Paraná, com Band News

Mais um canil clandestino foi fechado em Curitiba nesta quinta-feira (05), no bairro Orleans. Vinte e seis cães e aves foram resgatados no local pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente em conjunto com a Rede de Proteção Animal da Prefeitura.

Algumas das aves resgatadas são nativas e outras exóticas. Entre os cachorros, há animais das raças Matlês, Dálmatas, Rottweiller, Beagle e Yorkshire. Eles estão recebendo tratamento veterinário e serão castrados. Os animais foram microchipados e encaminhados para a adoção. São 16 cães adultos, 15 canários e seis calopsitas.


LEIA MAIS

(Madeira) "Matança do porco é um acto brutal e culturalmente inaceitável"

Protesto da Plataforma Viver insiste nas críticas a tradição madeirense
Actualizado há 6 horas e 4 minutos
Lusa

A "matança" do porco que ocorre na Madeira a partir de 8 de dezembro, dia da Imaculada Conceição, é "um ato brutal culturalmente inaceitável" diz a Plataforma Viver - Cidadãos pelo Tratamento Ético dos Animais da Madeira e Porto Santo (PV).



"A Plataforma Viver não aceita que um animal tão inteligente e sensitivo como é o porco seja abatido de uma forma tão brutal, a sangue frio e em público", declara à agência Lusa o dirigente da PV, Miguel Santos.


leia mais

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Castração seria o melhor caminho para os cães abandonados em Passos

3/12/2013
Equipe da Associação Patas Amigas realizando o Mutirão da Castração dos Animais. / Foto: Fão Tavares
Folha da Manhã
Gabriel Machiaveli

A grande quantidade de cães nas ruas de Passos está incomodando moradores de toda a cidade. Uma moradora da rua Bonsucesso reclamou de um bando de cachorros vadios que estão até no centro, em edição publicada no último domingo, dia 1º. Com o Canil Municipal lotado, sem recolher os animes e não realizando a castração, cabendo apenas à Associação Passense Protetora dos Animais Patas Amigas (APPA) o procedimento, com os mutirões.

Segundo a veterinária Danielle Cunha da Silva, responsável pelo Canil Municipal, a Prefeitura Municipal de Passos está com um novo projeto para o Canil, com a construção de novas baias, isolamento, sala de cirurgia e um solário. “Acredito que a Prefeitura irá se empenhar em levantar essa verba e concretizar o projeto”, espera Silva.
http://www.clicfolha.com.br/noticia/29258/castracao-seria-o-melhor-caminho-para-os-caes-abandonados-em-passos

Polícia de Moscou apreende animais utilizados em apostas

FATOS
Polícia de Moscou apreende animais utilizados em apostas
Agentes encontraram gaiolas com galos, ratos e insetos
03/12/2013

A Polícia de Moscou informou nesta terça-feira, 3, que foram apreendidas na cidade muitas gaiolas contendo galos, ratos e insetos que eram provavelmente utilizados em competições por dinheiro. A descoberta, segundo as autoridades, aconteceu no final do mês passado durante uma inspeção realizada em uma casa de apostas na Rua   Novy Arbat, onde, além dos animais, oito computadores com registros das atividades ilegais também acabaram confiscados. Os agentes não divulgaram o nome do estabelecimento onde a operação foi realizada.

Desde as restrições impostas à indústria dos cassinos, em 2009, o número de centros de jogos ilegais cresceu de forma significativa em diversas partes da Rússia. Em outubro, o jornal The Moscow News publicou uma matéria na qual denunciava um lucrativo esquema de corridas de rato e brigas de galo no local onde anteriormente funcionava o antigo cassino Korona, também na Rua Novy Arbat.

Após a divulgação da nota policial, órgãos de imprensa da capital tentaram entrar em contato com o estabelecimento, que agora opera como uma casa de apostas, mas não conseguiram descobrir se seria o Korona o local onde aconteceu a operação informada.


fonte:
http://www.diariodarussia.com.br/fatos/noticias/2013/12/03/policia-de-moscou-apreende-animais-utilizados-em-apostas/

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Instituto Royal volta a ser ameaçado de invasão

Agência Estado
Publicação: 01/12/2013
Por meio das redes sociais, ativistas ameaçam fazer uma nova invasão nas instalações do Instituto Royal, em São Roque (SP), para confirmar a inexistência de animais no local. O instituto, que realizava testes de remédios em cães da raça beagle e roedores, foi invadido e depredado duas vezes nos últimos meses para a retirada dos animais. As novas ameaças levaram a direção do Royal a emitir nota neste sábado, 30, reafirmando que interrompeu, definitivamente, as atividades na cidade no dia 6.

Em troca de mensagens no Facebook, ativistas disseram terem visto movimento de funcionários nas instalações de São Roque. Uma jovem que se identificou como membro do Animal Liberation Front (ALF), grupo que luta pela libertação animal, sugeriu uma nova invasão e recebeu o apoio de outros ativistas. "O Brasil é o País dos esquecidos, passa um tempo e fazem tudo de novo", postou. De acordo com a nota da instituição, "nos últimos dias, os funcionários e colaboradores do Instituto Royal têm se ocupado, unicamente, de providências para o encerramento definitivo das suas atividades, como o deslocamento de bens das dependências e a formalização de documentos administrativos pendentes".

leia mais

Abatedouro ilegal jogava restos dos animais em nascente do DF

2/12/2013
As carnes eram revendidas em feiras de Planaltina (DF) e cidades vizinhas

Do R7, com a TV Record Brasília
Os fiscais da Secretaria de Agricultura receberam uma denúncia anônima e descobriram que as carnes seriam revendidas em feiras
Os fiscais da Secretaria de Agricultura receberam uma denúncia anônima e descobriram que as carnes seriam revendidas em feiras
Reprodução / TV Record Brasília
Um abatedouro ilegal foi fechado neste domingo (1º) em Planaltina (DF). O local funcionava no setor de chácaras da cidade sem qualquer tipo de higiene e os restos dos animais eram jogados em uma nascente.

Abatedouro funcionava sem qualquer tipo de higiene e as carnes eram impróprias para consumo humano
O fiscal Fábio Azevedo explicou que quando a equipe chegou o abate estava acontecendo sem qualquer tipo de higiene.



lei mais

sábado, 30 de novembro de 2013

Cavalos são mortos a tiros em Joinville

Polícia Militar foi acionada por uma pessoa que teria presenciado a cena

Dois cavalos foram mortos a tiros na rua Antônio de Oliveira, no bairro Paranaguamirim, na madrugada deste sábado. A Polícia Militar foi acionada por uma pessoa que teria presenciado a cena.

Segundo o denunciante, um homem passou de motocicleta pelo local e fez vários disparos em direção aos cavalos. Dois foram alvejados e morreram no local.

A polícia não encontrou o proprietário dos animais e acionou o órgão público que ficou de recolher os animais pela manhã.

fonte: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/noticia/2013/11/cavalos-sao-mortos-a-tiros-em-joinville-4350901.html

(vídeo) Ativista diz que segunda invasão ao Royal teve ação de grupo black bloc

30/11/2013
Jovem afirma que integrantes do movimento ALF resgataram roedores.
Camundongos foram levados do laboratório no dia 13.
Karina Trevizan
Do G1 São Paulo


Uma ativista que diz ter participado da segunda invasão no dia 13 ao Instituto Royal, em São Roque, afirma que o grupo que levou os camundongos do local teve a ajuda de integrantes do grupo Black Bloc – manifestantes que participam mascarados de manifestações e pregam o anarquismo e a desobediência civil, praticando atos de vandalismo.
A jovem, que não quis se identificar para a reportagem, conta que a retirada dos roedores foi organizada por membros do movimento Frente pela Libertação Animal (ALF).

leia mais e veja o vídeo

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

A verdade terrível sobre uma crueldade desumana

A verdade terrível sobre uma crueldade desumana
Foto: vita.org.ru
As centrais de açulamento na Rússia são locais pouco conhecidos da população em geral. A maioria dos russos não tem ideia do que ocorre no território desses campos de concentração para animais. A essência é simples - cães de caça são atiçados contra animais.
Os animais indefesos (às vezes são filhotes muito pequenos ou doentes e velhos) são entregues para o treinamento de cães, que lhes causam sérios ferimentos ou simplesmente cortam em pedaços. De uma vez ou em várias vezes. Como deter estas lutas violentas? A Voz da Rússia tentou entender.

A situação do ponto de vista de qualquer pessoa normal é absolutamente evidente: é absolutamente inadmissível o tratamento a que são submetidos animais selvagens (com frequência são raposas, guaxinins, texugos, javalis e às vezes até mesmo ursos) nas centrais de açulamento (elas também são chamadas de estações de testes e treinamento). Isto contraria a lei da Federação Rússia sobre maus-tratos de animais e simplesmente todas as normas da moral.

Mas, infelizmente, nos últimos anos aumenta cada vez mais o número de interessados em treinar seu cão para a caça, bem como o número semelhantes estabelecimentos. Os preços ali não são altos. Uma aula de dez minutos custa aos proprietários dos cães menos de 10 euros. Nesse período o cão pode “divertir-se” à vontade com sua vítima: via de regra o animal, contra o qual ocorre o açulamento não tem quaisquer modos de defesa. Por exemplo, arrancam as garras e dentes das raposas e lobos sem anestesia, para que eles não possam causar dano aos cães de raça. Com frequência, colocam como isca filhotes de raposa ou de guaxinins, que diferentemente dos adultos não podem oferecer resistência.

Maria Golubeva, defensora dos direitos dos animais e ativista do movimento PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais) na Rússia, contou à Voz da Rússia sobre suas impressões a respeito de centrais de açulamento do entorno de Moscou.

“A primeira coisa que choca são as horríveis condições em que se encontram os animais – jaulas pequenas e frias, mau-cheiro, falta de higiene. Os animais têm grandes ferimentos purulentos, grau extremo de esgotamento. A uns comeram as orelhas, outros têm metade do corpo mordido. Quase todos têm mutilações neste ou em outro grau. É tão horrível que não dá para transmitir em palavras. Só temos vontade de chorar por impotência e desespero, quando vemos como açulam um bando de cães contra esses animais mutilados.

Sabe o que é pior? Quando o cão não consegue atacar por si só a vítima, os funcionários da estação “ajudam” seu cliente, pegam a fera e a seguram de modo que ela não escape, enquanto isso o cão rasga-lhe a garganta ou a barriga. É necessário que o cão sinta o gosto de sangue. Depois tiram a fera, costuram-lhe os ferimentos deixam que “descanse” e o procedimento repete-se novamente, até que o animal, finalmente não resiste. Aliás, mediante pagamento elevado pode-se combinar que o cão leve tudo até à morte.”

A centrais de açulamento atualmente não são reguladas pela lei. Os “verdes” russos chamam ativamente a atenção da sociedade para esse problema. No mês passado, cerca de 112.000 pessoas assinaram uma petição para aprovação de uma lei proibindo a atividade das estações de teste e treinamento na Rússia, que prestam serviços comerciais de açulamento de cães de caça contra animais. Os meios sociais exigem também aprovar uma lei federal de “proteção dos animais contra maus tratos. O grupo de iniciativa, encabeçado pelo conhecido apresentador de televisão Mikhail Shirvindt entregou a petição para análise na Duma de Estado. Agora a coleta de assinaturas prossegue e todos que quiserem podem dar sua contribuição, votando no site www.change.org/r u (STOP cruel animal baiting) pela proibição do atiçamento cruel de cães.

Mas até mesmo se este projeto de lei for aprovado e se tornar lei, isto não mudará muito, enquanto houver procura desses serviços. Mas o que leva os donos de cães a recorrer a esfoladores? Se eles educam um cão de caça, não é preciso fazer dele um assassino dos fracos, incapaz de lutar com animais iguais em força. As pessoas é que são as catalisadoras do processo anti-humano de açulamento contra vítimas fracas. Os budistas acreditam que o carma acumulado nesta vida manifestar-se-á obrigatoriamente na próxima. Possivelmente, estas pessoas que agora se sentem impunes e inocentes, em sua próxima encarnação estarão na pele daqueles que hoje são maltratados em centrais de açulamento.

Aliona Rakitina
Leia mais: http://portuguese.ruvr.ru/2013_11_29/Verdade-terr-vel-sobre-crueldade-ferroz-4020/

Homem oferece cachorros em troca de celulares e causa revolta da web

Anúncio foi feito por morador de Curitiba
29.11.2013 |
Da Redação

Um anúncio de internet gerou muita revolta nas redes sociais. Na web, um homem identificado como "Rafhael" está em busca de smartphones. Até então, tudo bem. O problema é que a "moeda de troca" proposta pelo jovem são filhotes de cachorro.

Em um site de anúncios, Rafhael sugere que os internautas troquem filhotes por iPhones do modelo 4S. Outra possibilidade, é a troca de dois animais por aparelhos mais modernos, como os modelos "iPhone 5" ou "Samsung S4".

Os animais, que tiveram fotos divulgadas no site, são uma mistura das raças bull terrier com pit bull.  O anunciante é de Curitiba, no Paraná.

fonte:http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/homem-oferece-cachorros-em-troca-de-celulares-e-causa-revolta-da-web/

Prefeito de Jundiaí sanciona lei que proíbe testes em animais

29/11/2013
Pedro Bigardi fez um estudo antes de tomar decisão.
De acordo com autor do projeto, população irá ajudar na fiscalização.
Do G1 Sorocaba e Jundiaí

O prefeito de Jundiaí (SP), Pedro Bigardi, sancionou nesta quinta-feira (28) o projeto de lei que proíbe o uso de animais em testes de laboratórios. Antes de tomar a decisão, o chefe do Executivo fez um estudo sobre o assunto. "Ainda há muito o que se fazer, mas percebo que o mundo caminha para a busca de outras formas de se fazer pesquisa sem a necessidade de usar animais”, explica Bigardi.
Para o autor da lei, o vereador Leandro Palmarini, comemora a assinatura do prefeito. “Há pelo menos cinco métodos alternativos para se fazer pesquisa sem usar animais: ressonância magnética, bonecos, fertilização in vitro, nanotecnologia e simulação em computador”, explica.
Palmarini acredita ainda que a população ajudará na fiscalização quando souber da lei. “Mais de 20 municípios já nos procuraram para conhecerem o projeto”, destaca.
Agora como lei, a medida será publicada na edição desta sexta-feira (29) da Imprensa Oficial do Município de Jundiaí.

Lei sancionada será publicada na Imprensa Oficial do Município
fonte:  http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2013/11/prefeito-de-jundiai-sanciona-lei-que-proibe-testes-em-animais.html

Em Sorocaba, projeto autoriza enterro de animal com dono

Em São Paulo, proposta semelhante aprovada na Câmara foi vetada
29 de novembro de 2013 |

JOSÉ MARIA TOMAZELA - Agência Estado
SOROCABA - Um projeto de lei protocolado na Câmara de Vereadores de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, autoriza o sepultamento de animais domésticos nos cemitérios destinados às pessoas. O projeto prevê que os cães, gatos, pássaros e outros animais que convivem no ambiente familiar sejam enterrados em túmulos e jazigos destinados aos proprietários e familiares em cemitérios públicos e particulares. A proposta será analisada pelas comissões do Legislativo e, se passar, pode ser posta em votação no início do próximo ano.


De acordo com o vereador Izídio de Brito (PT), o projeto foi inspirado em proposta semelhante aprovada este mês pela Câmara de São Paulo. Segundo ele, muitos animais passam a integrar o círculo de afeto dos donos e são tratados como entes da própria família. Embora existam cemitérios e crematórios específicos para os pets, as taxas cobradas são muito altas e tornam o uso impraticável para a maioria das pessoas. A destinação dos animais mortos é questão de saúde pública, segundo o vereador. Se a proposta virar lei, ele prevê que a atribuição de prover o cumprimento será do Serviço Funerário Municipal.


leia mais

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Brigitte Bardot apela à ministra do Interior belga por direitos dos cavalos

AFP internacional
28. Novembro 2013 -
Brigitte Bardot escreveu nesta quinta-feira à ministra belga do Interior, Joëlle Milquet, pedindo para que o sistema de adoção de cavalos aposentados da polícia belga não seja abandonado, anunciou a sua Fundação de defesa dos animais.

"O plano de economia da Polícia Federal ameaça o destino e a segurança dos cavalos reformadas, por isso peço-lhe para não questionar o sistema de adoção, que provou sua eficácia assegurando uma aposentadoria merecida para muitos cavalos", escreveu a ex-atriz.

leia mais

Câmara de Votorantim aprova projeto que proíbe uso de animais em testes

28/11/2013
Câmara de Votorantim aprova projeto que proíbe uso de animais em testes
Caso haja o descumprimento da lei, haverá multa de R$ 3.852,75.
Prefeito Erinaldo Alves da Silva precisa sancionar a lei.
Do G1 Sorocaba e Jundiaí

A Câmara de Vereadores de Votorantim (SP) aprovou nesta semana, por unamidade, projeto de lei que proíbe a realização de determinadas práticas envolvendo animais de qualquer espécie, bem como o sacrifício injustificado. De acordo com o projeto, que foi aprovado nesta segunda-feira (25), fica proibida a prática de vivissecção, que é o ato de cortar um animal vivo com o próposito de realizar estudos.
Dessa forma, a proibição também atinge a experimentação científica, laboratorial ou qualquer ato capaz de provocar sofrimento físico ou psicológico no animal. O ato de sacrificar um animal só será aceito no caso de procedimentos veterinários devidamente justificados e em casos que haja risco comprometendo à saúde humana.

leia mais

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Maus-tratos a cavalos vai deixar Petrópolis, RJ, com menos charretes

27/11/2013
Decreto da cidade determina que o condutor perca a autorização.
Atividade é considerada um atrativo turístico, mas gera polêmica.
Do G1 Região Serrana


Cavalos de charretes em Petrópolis foram vistoriados pela Ong Anima Vida (Foto: Andressa Canejo)

Uma vistoria realizada este mês pelo Núcleo de Bem-Estar Animal, órgão ligado à secretaria de Meio Ambiente de Petrópolis, Região Serrana do Rio, constatou situação de maus-tratos aplicada a um dos animais utilizados na condução das charretes que circulam pelo Centro Histórico. O laudo feito por uma veterinária foi encaminhado à Companhia Petropolitana de Transportes (CPTrans), que segundo o decreto nº 1.016, deveria extinguir de forma imediata a autorização do profissional. O condutor Anderson de Oliveira Granja, 34 anos, nega a infração.
        Segundo o próprio condutor apontado como autor da irregularidade, o animal teria emagrecido bruscamente por conta de uma doença chamada mormo, e não porque sofre maus-tratos. Entretanto, o charreteiro não buscou ajuda veterinária e não deu tratamento adequado ao cavalo. “Trata-se de um mal entendido. Eu mesmo estou cuidando dele e vou entrar em contato com o veterinário”, disse Anderson, proprietário da vitória, como são chamadas as charretes, de nº 016. “Dependo disso para sustentar minha família”, acrescentou o condutor.

leia mais

(vídeo) Startup que diminui testes em animais vence Desafio Brasil

São Paulo – A PluriCell Biotechnologies, startup voltada à biotecnologia, venceu a 8ª edição do Desafio Brasil. A competição premia as melhores startups nacionais e é organizada pelo Centro de Estudos em Private Equity e Venture Capital (GVcepe) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP). A premiação aconteceu ontem durante a realização da Open Innovation Week.

A PluriCell Biotechnologies tem a tecnologia para a geração de vários tipos celulares humanos a partir de células-tronco e com isso é capaz de reduzir os testes que são realizados em animais. Em outubro, a startup ficou em primeiro lugar no 1º Prêmio Startup Campinas.
leia mais e veja o vídeo aqui


Após 'assassinato' acidental, elefante fêmea é transferida de zoológico

27 de Novembro de 2013•

Em 25 de abril de 2012, Mila esmagou Helen Schofield, de 42 anos, que trabalhava domando animais
Foto: AP

Mila, um elefante fêmea de 3,5 toneladas, foi acolhida pelo zoológico de San Diego, no Estado americano da Califórnia, após matar acidentalmente um funcionário do zoológico de Franklin, na Nova Zelândia, onde vivia. As informações são da AP.



leia mais

terça-feira, 26 de novembro de 2013

(Campinas) Empresária oferece R$ 2 mil por pista de autor de envenenamento de cães

26/11/2013

Animais comeram carne com chumbinho em Campinas e dois morreram.
Vítima registrou ocorrência na Polícia Civil e enviou material para perícia.
Do G1 Campinas e Região

Thor e BomBom morreram após suspeita de envenenamento (Foto: Jomari Messias/ Arquivo Pessoal)

Uma empresária oferece R$ 2 mil de recompensa por informações do suspeito de envenenar quatro cachorros da sócia dela, no Jardim do Vovô, em Campinas (SP). Os animais foram encontrados pela dona, Jomari Aparecida Messias, com sintomas de envenenamento na tarde de sexta-feira (22). Um deles, Thor, de 4 anos, já estava morto no local. Outro cão, Bombom, de 5 anos, morreu após sete horas de cuidados na clínica veterinária.
Já os outros dois, Kiko e Snow, receberam atendimento veterinário e passam bem. "Achei dentro da casinha de um deles muito vômito e tinha um pedaço de carne recheados de chumbinho", conta a dona dos animais. Na casa, haviam ainda outros dois cães, mas que não tiveram contato com a carne envenenada.

Cão vítima de tortura não resiste aos ferimentos e morre em São Vicente

26/11/2013

Filhote foi encontrado com as partes íntimas cortadas a sangue frio.
Animal faleceu na manhã desta terça-feira (26) no litoral de São Paulo.
Carolina Ramires
Do G1 Santos

Veterinário publica foto com o cão durante tratamento
(Foto: Carlos Alberto Molina/ Arquivo Pessoal)

O cachorro que foi encontrado por uma moradora de São Vicente, no litoral de São Paulo, com sinais de maus-tratos, não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta terça-feira (26). Ele teve o pênis e a bolsa escrotal cortados a sangue frio.
Segundo o veterinário Carlos Alberto Molina, o animal apresentou melhoras na última segunda-feira (25), já que começou a se alimentar e estava urinando normalmente. Hoje, porém, o filhote acordou muito fraco e debilitado. “Ele acordou tão fraco que nem pude operá-lo com medo da reação”, conta. O animal piorou muito e veio a falecer.
 “Meu amiguinho virou estrela, muito triste e lamentável”, finaliza.
leia mais

Revista relata maus tratos e mortes de animais em produções de Hollywood

Denúncia »
Revista relata maus tratos e mortes de animais em produções de Hollywood
Organização responsável pela proteção dos animais abafou casos de maus tratos e mortes para preservar relação com produtores

Agência O Globo
Publicação: 26/11/2013


Organização denuncia que dezenas de ovelhas e cabras morreram durante as gravações de "O Hobbit: Uma jornada inesperada". Foto: Warner/Divulgação

Uma reportagem do Hollywood Reporter apresenta evidências de que a American Humane Association (AHA), organização responsável por supervisionar o tratamento dispensado a animais nas gravações de filmes e programas de TV, abafou, sistematicamente, casos de maus tratos e mortes, tudo para preservar as relações com poderosos produtores de Hollywood. O texto, publicado nesta segunda-feira (25), explica como o grupo se tornou "parte da indústria que deveria regulamentar".

leia mais

Cresce nº de denúncias contra maus tratos de animais

AGÊNCIA ESTADO
ÍTALO REIS
O registro pelo Disque-Denúncia de maus tratos contra animais cresceu cerca de 31% nos últimos 12 meses no Estado de São Paulo, segundo informações do Instituto São Paulo Contra a Violência (ISPCV), que mantém o 181. De novembro a fevereiro, o número de denúncias quase dobrou.

Segundo o Disque-Denúncia, foram 3.105 ligações informando algum tipo de violência contra animais entre março de 2011 e fevereiro deste ano, contra 2.368 casos no mesmo período entre 2010/2011. As denúncias só ficaram atrás de ligações com dados sobre tráfico de drogas, jogos de azar e maus tratos contra crianças, historicamente os três crimes com maior número de denúncias.

leia mais

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Carroceiros protestam contra proibição da circulação de veículos de tração animal

Nota sobre a notícia abaixo: os carroceiros deveriam parar de explorar animais e encontrar outro método de tração para as carroças.
João
---------------------------------

Publicação: 25/11/2013
Carroceiros protestam contra proibição da circulação de veículos de tração animal
Foto: Jailson da Paz/DP/D.A Press

Após um protesto de 45 minutos bloquear as principais ruas do Recife, do bairro do Bongi até a Boa Vista, a manifestação feita por cerca de 200 carroceiros chegou ao fim, por volta das 17h15 desta segunda-feira (25), depois de uma reunião entre a categoria e o presidente da Câmara dos Vereadores do Recife, Vicente André Gomes, e uma comissão de legisladores, incluindo Aline Mariano e Raul Jungmann.

Cerca de 50 carroças tomaram as ruas do Recife contra a lei que proíbe a circulação de veículos de tração animal na capital pernambucana. De acordo com os trabalhadores, a lei foi aprovada sem consulta prévia ou audiência pública. Além disso, o grupo informou que os dados da Prefeitura do Recife estão desatualizados. Segundo os carroceiros, a gestão municipal contabilizou cerca de 300 profissionais, quando, em verdade, eles chegam a quase quatro mil somente no Recife.


leia mais


Timon: Dono de suposta rinha depõe para delegada Ingrid na Central

24/11/13
Polícia Militar de Timon encontrou neste domingo local onde funcionaria a briga de canários no bairro Planalto Bela Vista.

A delegada de plantão da Central de Flagrantes de Timon, Ingrid Albuquerque, informou ao Cidadeverde.com que foram apreendidos, na manhã deste domingo (24), 79 canários de diversas raças, um xexéu, um corrupião, um chico preto e duas sabiás, além de 19 malas para transporte de pássaros e três gaiolas em uma operação da PM.


Delegada Ingrid

O proprietário do local admitiu que treinava os animais para competições e foi enquadrado por crime ambiental. "O senhor Valberin Batista de Sousa, assumiu a propriedade das aves e admitiu que fazia rinha para selecionar os pássaros e levar para a competição", declarou a autoridade policial.


leia mais

Deputados cobram criação da CPI dos maus-tratos a animais

Brasília »
Tércio Amaral
Publicação: 25/11/2013
Os direitos dos animais vem conquistando diversos segmentos da sociedade. Agora é a vez da Câmara Federal se atualizar com as novas “demandas políticas”. Alguns deputados começam a se movimentar e defender a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar maus-tratos a animais. O grupo diz que vai cobrar publicamente do presidente da Casa, o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB), uma posição, caso os trâmites para a instalação do órgão continuem sendo protelados.
O peemedebista preferiu descrição ao tratar da pauta “polêmica”. Alves prometeu, mais uma vez, pautar o requerimento de urgência para a criação da CPI. Mas desta vez, o presidente também se comprometeu a votar a própria criação da mesma para esta terça-feira (26). Dentro do grupo, o sentimento é o de que se perdeu a oportunidade aberta pelo episódio dos beagles capturados no Instituto Royal, de São Paulo.
Com informações do Poder Online (iG)
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2013/11/25/interna_politica,475622/deputados-cobram-criacao-da-cpi-dos-maus-tratos-a-animais.shtml

Gatinho tigrado para adoção em Campinas

Este lindo gatinho tigradinho de 2 meses está para adoção em Campinas. O nome dele é Sushi. Ele é muito carinhoso... Liguem para 3241-7765 ou 3212-0241

sábado, 23 de novembro de 2013

Unicamp: Ativistas realizam protesto contra testes em animais

iG Paulista - 23/11/2013 -
Paulo Campos | pcampos@rac.com.br

Grupo disse que planeja na próxima semana repetir o ato durante o processo seletivo da PUC-Campinas
Foto: Dominique Torquato/AAN

Grupo disse que planeja na próxima semana repetir o ato durante o processo seletivo da PUC-Campinas
Onze participantes realizaram na manhã deste sábado (23) um protesto pacífico contra o testes científicos em animais no campus da Unicamp. Com a presença de duas viaturas, os manifestaram seguiram da Biblioteca até o Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica na Área da Ciência em Animais de Laboratório (Cemib). A tropa de choque foi até o local mas logo, se retirou.

Com faixas e gritos de protestos, o grupo disse que planeja na próxima semana repetir o ato durante o processo seletivo da PUC-Campinas.

Grupo disse que planeja na próxima semana repetir o ato durante o processo seletivo da PUC-CampinasGrupo disse que planeja na próxima semana repetir o ato durante o processo seletivo da PUC-Campinas

Outro lado

Em nota oficial, a Unicamp afirma que todas as atividades que envolvem a criação e utilização de animais de laboratório no ensino e pesquisas realizadas nos campi da Unicamp são regulamentadas por dispositivos legais nacionais e internacionais e seguem rigorosamente os critérios estabelecidos na Lei Federal Nº 11.794/2008, no Decreto Nº 6899/2009 e na Resolução CONCEA Nº 12/2013, sobre a Diretriz Brasileira para o Cuidado e a Utilização de Animais para fins Científicos e Didáticos. Ainda a universidade afirmou que repudia todo ato que coloque em risco o bem-estar e a saúde de qualquer animal experimental e a saúde pública.

Com informações de Marita Siqueira/AAN

fonte:
http://paulista.ig.com.br/ig_paulista/?url_layer=http://correio.rac.com.br/_conteudo/2013/11/ig_paulista/127873-ativistas-realizam-protesto-contra-testes-em-animais.html

(Marília-SP) Mendigo entra em depressão após sumiço de gato que levava no ombro

22/11/2013

Jeferson Aparecido de Jesus vai diariamente na rodoviária de Marília.
Ele tem 30 anos e ficou conhecido pelo modo que levava o animal.
Alan Schneider
Do G1 Bauru e Marília


Morador de rua está desesperado atrás do companheiro que cuidou por 9 meses (Foto: Onganima Marília)

Jeferson Aparecido de Jesus é morador de rua há nove anos em Marília (SP). Ele tem o hábito de passar pelo Terminal Rodoviário diariamente, onde já ganhou amizade de alguns funcionários do local. No entanto, Jeferson ficou conhecido por andar pela cidade com um gato no ombro. Depois de nove meses cuidando do animal, ‘Maylon’ sumiu e o morador de rua entrou em depressão.
“Não durmo, não como. Andei por toda região da rodoviária, mas nada. Eu quero o meu bichinho de volta. Outro igual aquele eu não acho. Arrancou e despedaçou o meu coração. Ainda estou procurando e tenho fé em Jesus Cristo. Tenho que achar o meu bichinho. É a única coisa que eu tenho na vida. Na rua não tenho mais ninguém”, disse Jeferson.

leia mais

Ativistas protestam contra o uso de animais em experimentos na Unicamp

Ativistas protestam contra o uso de animais em experimentos na Unicamp
fonte: Rádio CBN Campinas
Flávio Paradella, sábado, 23 nov 2013 12:12

escute a notícia
Biotério da Unicamp teve a segurança reforçada (Foto: Flávio Paradella)
Foram 12 pessoas que pela manhã deste sábado se reuniram em frente a biblioteca central da Unicamp. O objetivo era protestar contra o uso de animais em experimentos científicos na universidade estadual de Campinas. A concentração aconteceu no Ciclo Básico, que recebeu faixas com as reivindicações dos ativistas. Os manifestantes então sairam em passeata pelas ruas praticamente desertas do Campus e o rumo já estava definido. O biotério do Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica. No local, animais são criados e mantidos para pesquisas científicas.

Por causa da manifestação, a Unicamp reforçou a segurança nas imediações da unidade. O temor era de uma possível invasão para resgatar ratos que são usados como cobaias. Foram colocados cones para isolar as vias de acesso e neste sábado a polícia militar foi chamada para ajudar a conter a suposta ameaça.

Mas desde o começo do protesto os ativistas demonstravam que essa não era a intenção. E sim aproveitar a polêmica causada com a invasão do Instituto Royal, em São Roque. O laboratório que foi invadido por um grupo de ativistas na madrugada do dia 18 de outubro. Do local, foram levados todos os cachorros da raça beagle e alguns coelhos que eram usados em testes. Os ativistas acusam a empresa de maus-tratos aos animais, o que o Instituto Royal nega. Por sinal, a empresa encerrou as atividades.

Um dos jovens mais atuantes na manifestação na Unicamp era Jeff, identificação dada por ele aos seguranças da Unicamp, mas que para imprensa fez questão de usar o nome do ativista israelense da causa animal, Sasha Boojor. Para Jeff, ou Boojor, o protesto serviu para defender uma posição, mas de maneira pacífica.

Após a passeata, os ativistas chegaram ao biotério do Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica da Unicamp e no local também colocaram faixas e cartazes com palavras de ordem e frases contra o uso de animais em experimentos. Uma das mais animadas durante a manifestação era Eliete Ferrari. Para ela, que é vegana e não consome ou faz uso de qualquer produto de origem animal, a causa ganha com o tempo cada vez mais adeptos.

Este mesmo grupo que fez o protesto no biotério da Unicamp também foi o responsável pela manifestação do dia 16 de novembro em frente ao campus II da PUC-Campinas.

http://www.portalcbncampinas.com.br/?p=68743

UNICAMP: Ativistas realizam protesto contra testes em animais

Sábado, 23.11.2013 na Unicamp, Campinas

fonte: portal RAC http://correio.rac.com.br/
Com faixas e gritos de protestos, onze manifestantes criticaram a universidade por teste em animais

Cavalo é resgatado após sofrer maus tratos

Um cavalo foi abandonado na noite da última quarta-feira (20) no Planalto Ininga, zona Leste de Teresina.

22/11/2013

 
Um cavalo foi abandonado na noite da última quarta-feira (20) no Planalto Ininga, zona Leste de Teresina, após sofrer maus tratos. Debilitado e sem poder andar devido a um profundo ferimento em uma das patas, o animal estava há três dias sobrevivendo da ajuda de moradores, que levavam alimento e água.

Os moradores acreditam que ou o cavalo sofreu maus tratos de seu antigo proprietário ou foi machucado por pessoas da própria região. "É um absurdo bater em um animal como esse, que não faz mal a ninguém. Você vê que ele é dócil, quer apenas uma ajuda e ser bem tratado", criticou Francisco Alves, conhecido como Dinho, nome usado para batizar o cavalo por ter sido a pessoa que buscou ajuda para salvá-lo.
leia mais